9 de julho de 2013

Quebra-molas ou quebra tudo?

Volto a falar sobre o quebra-molas construído na Av. Sete de Setembro e suas irregularidades.
Quero repetir que enquanto Vereador desta Cidade sempre fui a favor dos falados quera-molas, acho que são bem mais proveitosos e eficientes do que as lombadas eletrônicas que só servem para levar o dinheiro da população.
Eu sempre defendi a colocação de quebra-molas em nossa cidade para reduzir a velocidade dos motoristas que desrespeitam os limites de velocidade, mas que fossem construídos dentro dos padrões do CONTRAN e não de qualquer jeito como foi construído este da 7 de Setembro.
A Resolução 39/98 em seu Art. 3°, Parágrafo II diz o seguinte:
a)           largura: igual à da pista, mantendo-se as condições de drenagem superficial         
b)     comprimento: 3,70 m
c)     altura: até 0,10 m
Quanto as letras (b) está correto mas a letra (c) que se refere a altura está muito longe da verdade, pois está entre 0,15 m e 0,20 m, quase o dobro permitido pela lei. 
Outro erro está na sinalização horizontal onde diz 40 km. Se alguém se guiar pela sinalização horizontal com certeza vai sofrer um acidente, pois eu duvido que alguém consiga passar pelo quebra-molas a 40 km por hora.
Pode até passar mas que o estrago no veiculo vai ser grande a isso eu garanto que vai.
Será que quem mandou construir este quebra-molas não sabia que tem que cumprir a legislação?
E se alguém sofrer um acidente ou destruir o carro neste local, com certeza vai acionar o Município para ser ressarcido dos prejuízos.
Quem avisa amigo é!!
Pensem nisso!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário